20 de fevereiro de 2009

Sabedoria popular

Como é o povo que faz os provérbios e o Coisas Estúpidas representa o povo, é aqui apresentada uma vasta quantidade de pequenas pérolas carregadas de sabedoria e a sua devida explicação. Para uma melhor consulta os provérbios estão divididos em quatro grandes grupos (saúde, agricultura, conjugês e meses do ano).

SAÚDE

Queres ficar com o corpo mole?
Então deita-te ao sol
Toda a gente sabe que quando nos deitamos ao sol ficamos com sono e bastante moles, a sabedoria popular explica-nos o mesmo mas a rimar;

Mini paga no bar
É hora de ir mijar
Pois é, a cerveja e a urina estão sempre associados e o povo criou este provérbio para que esse pormenor não nos seja relembrado através de uma pinguinha;

Boca muito aberta e olhos fechados
Só nos bêbedos e nos drogados
Se alguém de olhos fechados está a falar muito, algo de bom não se passa (se bem que podemos repensar o conceito de "bom" neste caso)

Quem não janta bem
Não faz o favor à mãe
Todas as mães obrigam os filhos a comer muito. Para quem estiver a ler isto e não tiver mãe as minhas condolências e deixo a promessa que há-de haver um texto para essas pessoas a explicar exactamente o que são as "mães".

AGRICULTURA

Se já não aguentas uma foda
Está na hora de fazer a poda

Para quem não sabe (eu também não sei muito bem) a poda é cortar umas coisas. Se um Homem já não aguenta uma o melhor que tem a fazer é um corte...

Quem de manhã vai para a terra
À noite já não enterra
O homem não é de ferro e se passar o dia todo a trabalhar, à noite não poderá satisfazer bem a sua mulher, ou namorada, ou namorado.

Enquanto o sol está lá em cima
Há muito trabalho na vinha
Basicamente esta é uma forma mais simpática e erudita de dizer "vão trabalhar seus malandros!"

CONJUGÊS

Mulher de mamas grandes
Come como se fosse uma sandes
Uma sandes deve ser comida com as mãos...

Mulher de cu bom
Come como se fosse um bombom

Num bombom deve-se apreciar tudo...

Cona bem depilada
Pede para ser lambuzada

Se a mulher teve o cuidado de ter uma boa apresentação, o mínimo que se pode fazer é o trabalho bem feito!

Mulher que tem dois bigodes
Quer dizer "Homem, quando é que me fodes?"
Se calhar só quer dizer que é porca ou serrana, mas em nenhum desses casos havia rima possível.

MESES DO ANO
(estes não vão ter explicação porque a vida também não nos explica tudo)

Meu rico 8 de janeiro
Já precisava de dinheiro

Não há nenhum mês como fevereiro
Porque nem é um mês inteiro

Março, meu querido mês
De um a doze, és o três

Abril chega depois da primavera
porque ela não ficou à espera

Se fizer muito sol em maio
Põe o boné na cabeça do catraio


Em junho as meninas ficam morenas
E as saias delas ainda mais pequenas

No julho mora o verão, o calor
E o sexo sem amor

Rei morto, rei posto
Morre julho, vem agosto

Setembro é altura de voltar à escola
E dos mendigos pedirem esmola

Outubro, outubrinho
Não gosto do meu vizinho

Em novembro não se passa nada
A não ser que queiras pancada

Dezembro é o mês do Natal
mas se eu morrer é o mês do meu funeral

4 comentários:

Anónimo disse...

És simplesmente fantástico, pareces sentir de forma única o que escreves. Brilhante.

Siegfried disse...

"Mulher de mamas grandes
Come como se fosse uma sandes"

a minha favorita xD

Ana Sá disse...

Gostei das rimas dos meses e da mulher dos dois bigodes ^^

very funny, Mestre San-san *

Anónimo disse...

oh pah eu n devia dizer isto , mas tu es mesmo fixee !!! serio !!

= D


ass:teresa

Publicidadezinha