8 de janeiro de 2010

Joca Machado, o erudito da febra

Joca Machado é o pseudónimo literário de Acácio Peixoto. Nasceu em Praga (os seus pais eram emigrantes ilegais da ex-Checoslováquia, sendo o pai funcionário do Ministério da Educação e a mãe operária fabril) em 1965. Licenciou-se em Humanidades pela Faculdade de Filosofia Barata de Praga em 1992. Fez o mestrado em Técnicas da Língua na Universidade do Pinho, tendo defendido provas, e praticado o coito com o júri, em 1997. Em 2002 doutorou-se em Liguarice na Universidade de Trás-da-Gaja e Baixa Cueca. Actualmente é professor de Óptica do Sémen e Cultura da Língua no Departamento de Tretas dessa mesma universidade.
A inspiração para as suas obras vem dos bitaites que lança às suas alunas, quer nas aulas, quer no Facebook, que ele carinhosamente apelida de catálogo. No seu espólio, jazem as seguintes obras:

O Guerreiro Capado
Pluviais
Os Imposicionáveis
Pulsos Cansados
O Enrabador de Cidades
Não me Metas por Trás
Quero Cortejar o Sol
Jardim Impuro


Nota: Todas as personagens são ficção. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência e estupidez

4 comentários:

Ni disse...

Acho que sei a quem te referes. xD

Mariane Reis disse...

Cara, cê é fodido! :p
Muito bom!

DC disse...

É bom ver que o professor de semiotica continua igual depois de alguns anos... há leão

Anónimo disse...

bem...a parte do facebook é familiar ... mas pronto LOOOL
ai que tu es mesmo fixe :DD

Publicidadezinha