22 de janeiro de 2009

A História de Manuel Alfredo

Manuel Alfredo nasceu nos arredores de Bragança
Cedo mostrou ter jeito para o jogo do pino
Enquanto bebia minis e fazia crescer a sua pança
Fazia algumas brincadeiras menos próprias para um menino

Ia atrás dos cães e colocava-lhes no rabo bombinhas de Carnaval
Pisava os seus poios e limpava os pés no tapete da vizinha
Sempre que podia rebentava balões de água no quintal
E em todas as casas por que passava tocava na campainha

O seu comportamento levou a uma mudança drástica
Os pais mandaram-no para um colégio interno rigoroso
Pouco tempo depois receberam uma notícia trágica:
O Alfredo tinha fugido com uma freira para Vimioso

Juntos construíram uma casa e trabalharam um campo
E nasceu o seu filho que lhes viria a dar um grande desgosto
O Joãozinho com 3 anos morreu de sarampo
Então Manuel disse: "Saímos desta casa em agosto"

Dito e feito, mudaram-se para Resende, perto de Lamego
Onde fizeram negócio com uma rullote de bifanas
A grande fama que ganharam não lhes deu sossego
Colocaram um painel luminoso a dizer "Alfredo and Anna's"

Surgiram problemas com os vizinhos ciganos
Que concorriam com o negócio das farinheiras
Por um lado diziam-se sem preconceitos e humanos
Por outro queriam os ciganos e os pretos nas fogueiras

Mais uma vez partiram à mudança de lar
O Manuel Alfredo, a freira e o seu pequeno cão
Não sabiam o que pelo caminho iam encontrar
Azar dos azares, encontraram um cagalhão

O que Alfredo mais gostava na sua mulher
Era o bigode que ela deixava sempre crescer
Ela permitia sexo anal sempre que ele quiser
Desde que a seguir ele lhe arranjasse que fazer

A sua morte ainda está um pouco por desvendar
É um caso que a Judiciária irrita
Ninguém sabe como é que a Ermelinda foi dar
Com o seu corpo dentro da sanita!

2 comentários:

S* disse...

bem ate tou com as lagrimas nos olhossss.........K FIM TRAGICO

BJ*(Y)

Siegfried disse...

ahahahah mto bom xD

Publicidadezinha